5 Erros Relacionados ao Sono

21.08.2017

Embora não gostemos de admitir, muitos dos problemas de sono que experimentamos são o resultado de maus hábitos e comportamentos. 

Não sei você, mas depois que me tornei uma empreendedora digital, passo mais horas na internet e fico acordada até tarde para produzir enquanto meus filhos dormem ou vou dormir tarde, pelo hábito já estabelecido. Após perceber que estava criando um mau hábito, passei a estipular um horário limite para desligar os aparelhos eletrônicos. Assim que cumpro meus rituais antes de dormir, começo a ler um livro e alguns minutos depois, o sonífero natural (simples ato de ler um livro) começa a fazer efeito.

Usar das técnicas de relaxamento a nosso favor trazem muitos benefícios. A meditação, técnicas de respiração, a escuta de determinados tipos de sons como, por exemplo: barulho de cachoeira, floresta e etc., ajudam a entrar nesse estado de relaxamento.

Achamos sempre que somos imbatíveis e que sabemos reverter um mau hábito como ninguém, mas devemos ficar atentos e bloqueá-lo, antes que o desafio se instale.

Aqui estão os 5 “erros” mais comuns que cometemos quando o assunto é sono, que encontrei nas minhas pesquisas sobre bem-estar, práticas antienvelhecimento e estilo de vida saudável.

Uso de pílulas

Muitos estudos do sono concluíram que os comprimidos para dormir, em longo prazo, fazem mais mal do que bem. Eles podem ser altamente viciantes e perigosos. 

Em curto prazo, pode até haver alguma indicação, alguma dificuldade real em dormir naturalmente, mas com o uso contínuo, essas pílulas podem piorar sua insônia e torná-lo dependente. Dica: técnicas de relaxamento.

Ingerir álcool para relaxar

Devido ao efeito sedativo do álcool, muitas pessoas com insônia acreditam que ingerir álcool ajuda a promover o sono. O consumo de álcool imediatamente antes de deitar pode reduzir seu efeito indutor, pois seu uso habitual pode interromper o processo natural de “pegar no sono”. Dica: reduza o consumo de álcool.

Assistir televisão para adormecer

Quando adormecemos assistindo TV, nós invariavelmente acordamos mais tarde. Isto leva a um ciclo ruim de sono e a um condicionamento. Passamos a acreditar que é só pegamos no sono ligando a TV. Dica: tire a TV do quarto.

Ficar na cama na esperança de adormecer

Se você não adormecer dentro de 30-45 minutos, as chances são que você não vai, pelo menos por mais uma hora, e talvez até mais. 

Você pode ter perdido o “portão de sono aberto” ou perdeu a captura da onda de sono. Um “portão de sono” é a janela aberta de tempo que seu corpo permitirá que você adormeça. 

Os pesquisadores descobriram que nosso cérebro passa por vários ciclos de sono a cada noite onde todas as fases do sono são repetidas. Estes ciclos duram de 90 minutos a 2 horas, e no início de cada ciclo, o corpo “portão de sono” se abre. Você não será capaz de adormecer quando seu portão de dormir está fechado. Dica: levante da cama, leia um livro, faça as técnicas de relaxamento e espera a porta se abrir novamente. 

Fazer do sono uma questão de desempenho

Na maioria das vezes, apenas o pensar sobre o sono afeta sua capacidade de adormecer. 

Gera uma ansiedade.

O sono precisa tornar-se algo natural como respirar. Algo que vem automaticamente e você não precisa pensar para realizar.

Aumente sua consciência prestando atenção ao seu corpo e tornando-se consciente de como você reage a diferentes alimentos e situações. Use este tempo de forma produtiva, em vez de ficar chateado que você não pode adormecer. Dica: relaxe, preocupar não vai te ajudar a adormecer, pelo contrário.

Use suas técnicas, seu conhecimento, suas habilidades a favor do seu bem-estar!

Receba novidades por e-mail CadastroGratuito

Receba em Seu E-mail o Mais Atualizado Conteúdo Sobre Coaching e Desenvolvimento Pessoal do Brasil

Deixe seu Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *