Coaching e Mentoring na Gestão de Pessoas

06.03.2018

A busca pela realização profissional é constante e envolve diversos fatores. Para se alcançar o emprego ou o cargo dos sonhos, muitas vezes é necessário mais do que dedicação. É importante também ter qualificação, experiência e conhecimentos específicos. Junto a tudo isso, coaching e mentoring entram como um diferencial e agregam muito na carreira de diversos profissionais, principalmente daqueles que lidam com a gestão de pessoas.

Caso esse seja o seu caso, fique atento. Veja a seguir a transformação que coaching e mentoring podem proporcionar à sua vida profissional e confira como a combinação de ambos pode ser o caminho que você estava procurando para se destacar no mercado.

Diferença entre coaching e mentoring

Confundir o que é coaching e mentoring, que em português pode ser chamado de “mentoria profissional”, é muito comum. Porém, na prática, ambas as atividades são bem diferentes. Enquanto o coaching está diretamente focado no desenvolvimento humano, o mentoring visa a troca de conhecimentos e orientação profissional.

Explicando mais detalhadamente, o coaching é um tipo de treinamento, no qual se usa a conversa, a definição de metas e técnicas específicas para ajudar as pessoas trabalharem suas habilidades e competências para atingirem seus objetivos, que podem ser financeiros, pessoais ou de carreira. Esse processo geralmente tem um tempo determinado de duração, que costuma ser de até seis meses.

Já o mentoring, é feito para transmitir os conhecimentos de um profissional mais velho, que já tem bastante experiência na área, e que geralmente atua na mesma empresa, em prol da adequação e do crescimento de funcionários mais novos. Ao contrário do que acontece no coaching, nesse caso, não há prazo determinado para que os ensinamentos, orientações e soluções de problemas sejam dados. Isso acontece conforme a necessidade de quem está aprendendo e sempre tem o foco mais profissional.

Vantagens de combinar coaching e mentoring

Como visto, coaching e mentoring possuem cada qual as suas vantagens. Enquanto o primeiro contribui com a melhora das habilidade e competências, o segundo ajuda as pessoas a terem conhecimentos mais específicos, criando um know-how apropriado para a área em que atual.

Por isso, combinar os dois pode ser a alternativa perfeita para quem atua com a gestão de pessoas. Dessa forma, se passa a ter uma visão mais estratégica e eficaz do que cada membro de uma equipe pode fazer e de como pode crescer. Além disso, as noções de coaching e mentoring permitem que os gestores consigam enxergar seus colaboradores de modo diferente e mais particular, com a possibilidade, inclusive, de orientá-los de forma ainda mais clara e assertiva.

Gostou da ideia de usar coaching e mentoring na sua gestão? Caso queira se aprofundar no assunto e ler outros artigos relacionados, acesse as abas de carreira, coaching e gestão de pessoas, disponíveis em nosso blog!

Receba novidades por e-mail CadastroGratuito

Receba em Seu E-mail o Mais Atualizado Conteúdo Sobre Coaching e Desenvolvimento Pessoal do Brasil

Comentários:

  1. Estou amando seus rituais. Muito obrigado.

  2. Oi, Thais e Andréa! Eu acredito no coaching como instrumento de mudança, mas minha experiência (até agora) não foi proveitosa. Parte do problema se deve ao fato de que pude fazer um coaching (caro, por sinal), mas não tive a liberdade de escolher o coach. Não rolou química, das duas partes. Também fiquei com a impressão de que o coach tinha a necessidade de me encaixar em gavetas desde a primeira sessão. Isso limita muito as possibilidades. Sou uma pessoa introvertida e crítica, e entrei rapidamente na gaveta do copo meio vazio. A introversão, aliás, nunca me ajudou nesse mundo que aplaude a extroversão. De que adianta só tirar 10 na vida e fazer sempre o melhor trabalho se ninguém vê? Na minha experiência, quem ganha ponto é quem faz a melhor autopropaganda. Também já passei por uma relação temporária de mentoring. Foi ótimo, mas meu mentor estava profissionalmente muito acima de mim. Hoje em dia, teria escolhido alguém mais próximo hierarquicamente. Dito isso: estou prestes a começar outro processo de coaching (profissional). Tenho esperança de que dê frutos desta vez. To be continued. Abraço, L.

Deixe seu Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crie seu fututo – 914×172