Como Acabar com uma Crença Limitante

13.09.2017

Quais são as histórias que você conta para você mesmo diariamente?

Quantas desculpas você tem dado a você mesmo para não agir com consistência em busca dos seus sonhos?

Por trás destas desculpas estão seus medos, e por trás dos medos, suas crenças.

Em algum momento você já pensou ou sentiu:

– Eu sou uma fraude

– Eu não sei o bastante

– Eu não faço nada tão bem que eu possa me destacar

– Isso não é para mim

– As coisas acontecem para quem tem “estrela”

Ou deixou de fazer alguma coisa por acreditar não ser capaz de realizar, por ter medo de fracassar ou por ter medo de ser ridicularizado, criticado, não aceito ou, até mesmo, ignorado?

Pois é, você não é o único!

E quem comanda tudo isso é o seu sistema de crenças.

Acontece que seus resultados estão diretamente ligados ao seu sistema de crenças e, se você não prestar a devida atenção, esse sistema pode te paralisar e te impedir de viver tudo aquilo que você mais deseja.

O que são crenças? Crenças são as suas verdades absolutas, aquilo que você acredita e sequer questiona.

Elas são adquiridas, em sua maioria, na infância, quando você internaliza a percepção daquilo que pessoas com as quais você convive falam ou fazem. 

Elas atuam no subconsciente e comandam seus comportamentos sem você se dar conta disso.

Elas se dividem em dois tipos, as crenças limitantes e as crenças possibilitadoras.

Como o próprio nome já diz, as limitantes são as que te limitam, ou seja, que te impedem; já as possibilitadoras são as que te possibilitam, ou seja, te empoderam e impulsionam.

Todos nós temos os dois tipos, e claro, quanto mais crenças possibilitadoras tivermos, realizamos mais sonhos e de forma mais fácil.

E por que isso acontece?

Porque as crenças são como “profecias autorealizáveis”. Nós buscamos, de forma inconsciente, legitimar e comprovar cada uma das nossas crenças, o tempo todo.

Se, por exemplo, temos uma crença de que não somos bons o suficiente, nosso cérebro fica buscando associações e evidenciando situações que validem esta crença e então nossa tendência será ver somente o que não deu certo. Qualquer imprevisto no meio do caminho e a crença é validada, ou pior, tomamos atitudes autossabotadoras e assim criamos a realidade que faz sentido para o nosso sistema de crenças, criamos condições para que a crença se concretize.

“Se você acha que pode, ou que não pode fazer alguma coisa, você tem sempre razão” – Henry Ford

Agora faça uma reflexão: o que te impede hoje de ter a vida que você sempre sonhou?

Quais as crenças que te limitam na área afetiva, financeira, profissional, na saúde e outras áreas que você consegue identificar?

A realidade é criada primeiro na mente.

Por onde começar?

Você pode começar se perguntado:

– O que eu acredito sobre mim?

– O que eu acredito que sou capaz?

– O que eu acredito que eu mereço?

– O que eu acredito sobre o mundo?

Agora é hora de avaliar suas respostas, quais delas te empoderam e impulsionam e quais delas te impedem?

É importante que você saiba, não se elimina uma crença, se substitui.

Então, depois que você identificou aquelas que não te servem mais, está na hora de substituí-las.

Procure identificar a causa desta sua crença:

Você consegue se lembrar de algum fato no passado que te fez pensar assim?

Quem mais da sua família pensa assim? De quem você “herdou” esta crença?

Questione a veracidade daquele pensamento:

Exemplo: “Só enriquece quem age de forma ilícita”

Isso é verdade para todo mundo?

Tem alguém no mundo que enriqueceu de forma lícita? Se tiver ao menos uma pessoa então este pensamento não pode ser uma verdade absoluta.

Se for algo que você pense sobre você mesmo, como por exemplo “não sei o suficiente” ou ainda “não sou bom o suficiente”, pergunte-se:

Tem alguém que tenha o mesmo nível de conhecimento que eu e está agindo, está fazendo?

Defina qual objetivo que esta crença está impedindo você de alcançar:

Quando você define seu objetivo a mudança ganha um sentido e ganha força.

Substitua a crença limitante por uma outra que te fortaleça:

Escreva suas novas crenças e desafie-se a colocá-las em prática.

Sempre que perceber um pensamento vinculado à crença antiga, substitua-o imediatamente pela nova crença. Você só substituirá as crenças antigas por novas criando experiências positivas sobre a nova crença, e você só criará experiências entrando em ação.

Alimente sua autoestima e autoconfiança, elas serão imprescindíveis neste caminho.

Diga coisas positivas a você mesmo, trate-se como a pessoa mais importante, cuide-se com carinho, acolha seus erros e esteja disposto a melhorar. Coloque o foco nas suas forças e nas habilidades que você já tem, explore-as.

Mude suas crenças e sua mente vai começar a procurar oportunidades de validá-las, buscando a realização dos seus sonhos como um míssil teleguiado.

E você merece realizar todos os seus sonhos!

Receba novidades por e-mail CadastroGratuito

Receba em Seu E-mail o Mais Atualizado Conteúdo Sobre Coaching e Desenvolvimento Pessoal do Brasil

Deixe seu Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crie seu fututo – 914×172