Como Aprender a Lidar com a Dor Emocional?

18.08.2017
Crie seu futuro – 728 x 90

A inteligência emocional é a capacidade de administrar as emoções para alcançar objetivos. 

Muitas pessoas, para se protegerem, tentam evitar a dor e o sofrimento, muitas vezes para não pensar em determinados assuntos que lhe trazem algum tipo de desconforto emocional. 

Muitos, se pudessem, exterminariam de uma vez por todos os pensamentos dolorosos. Porém, essa é uma alternativa impossível, infelizmente a frase “não quero/posso pensar nisso” gera mais pensamentos sobre ou próximos aos assuntos incômodos.

Não vivenciar a dor emocional da maneira correta, com todos os pensamentos que remetem ao sofrimento, provoca em nós uma má vivência e uma má administração de nossas emoções. Sabe aquela sujeira que, em vez de limparmos para fora de casa, simplesmente jogamos para debaixo do tapete? Assim são nossas emoções. Elas estão ali escondidinhas, mas não quer dizer que não existam.

Por não vivenciarmos a dor por completo com todas as emoções que fazem parte dela, sejam emoções de tristeza, mágoa, ressentimento, raiva, etc, acabamos “sufocando” nossos sentimentos de forma intensa. E todas as emoções que não são bem vivenciadas, podem voltar de outras maneiras, muitas vezes em medidas maiores e até mesmo somatizadas em nosso corpo.

O que é Somatização?

Somatização são sintomas físicos que a medicina não explica a origem e nem constituem um quadro clínico específico, mas seriam de origem emocional. Estes sintomas podem ter sua origem nos pensamentos disfuncionais e emoções fortes que abalam o sistema psíquico.

Repare que quando passamos por alguma situação difícil, estressante ou problemática que o corpo fica diferente: a cabeça dói, o resfriado aparece, a digestão se complica, a respiração fica difícil ou a pele se enche de alergias. O fato não é uma simples coincidência, mas a transferência para o corpo do que deveria ser vivido e suportado apenas na mente.

O fato é que o sofrimento não diminui de intensidade quando você o torna inconsciente ou evita pensar nele. Quando sofremos muito com algo, temos a tendência a querer escapar do que simplesmente viver a dor.

Você pode estar se perguntando: “Como eu vivencio a dor emocional? “

Veja 3 dicas para lidar com a dor emocional:

  • Compartilhe sua dor, conversando com alguém que confie.
  • Deixe o choro vir, as lágrimas podem ser expressão de uma limpeza e cura que está ocorrendo dentro de você, muitos choram por dentro e nunca por fora.
  • Ressignifique sua dor, dê um novo significado além do problema. Geralmente começamos com aquela famosa pergunta: “Por que isso aconteceu comigo?” E eventualmente as perguntas “por quê?” se transformarão em “como posso aprender através disso?”, “Como posso continuar com a minha vida?” e/ou “O que posso aprender com essa experiência?”.

Sempre por trás de cada problema há um aprendizado e um presente de evolução como seres humanos

Quando recusamos a dor emocional e o sofrimento, ou seja, não elaboramos ou damos um novo significado a ela, tudo o que você fizer ou pensar será contaminado por ela. Nossos pensamentos impactam em nossa vida, pois conduzem a sentimentos e comportamentos e através dos nossos comportamentos nos expressamos no mundo. Você atrairá e manifestará tudo o que corresponder ao seu estado interior.

Emoções e comportamento

Emoções estão intimamente ligadas ao comportamento e às respostas ao meio externo, somos influenciados a agir sobre nossas emoções e não através da racionalidade, como muitos pensam.

Sua saúde emocional depende da vivência de todas as emoções, sejam elas positivas ou negativas, já que equilíbrio e saúde emocional é não ter medo de experimentar toda uma gama de emoções, inclusive tristezas, medos, perdas, lutos, etc.

Sermos capazes de agir sobre nossas emoções adequadamente, sem nos sentirmos dominados por elas, nos faz ir de encontro ao nosso equilíbrio emocional. O ser humano, por sua natureza, realiza ações em cima de suas emoções e a inteligência emocional está ligada a administração de nossas emoções de forma inteligente. Quando assumimos a responsabilidade por nossa saúde emocional estamos dispostos a sentir as emoções profundamente, mesmo que tenhamos medo de sentir.

Ninguém nasce pronto, dizem que a vida é para quem sabe viver, mas principalmente para quem é corajoso o suficiente para lidar com suas próprias emoções. A mudança real é aquela que acontece dentro de nós. Como tudo, a habilidade e sucesso no equilíbrio emocional exige atenção, dedicação, tempo e prática.

Receba novidades por e-mail CadastroGratuito

Receba em Seu E-mail o Mais Atualizado Conteúdo Sobre Coaching e Desenvolvimento Pessoal do Brasil

Deixe seu Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crie seu fututo – 914×172