Como Construir Hábitos Positivos?

07.11.2017
Crie seu futuro – 728 x 90

Nós, seres humanos, possuímos diversos comportamentos sistemáticos. Formas simplificadas e espontâneas de agir e reagir, que nós chamamos de hábitos. Os hábitos nos poupam energia, porém nem sempre são saudáveis. Mudá-los, no entanto, não é do dia para a noite, por isso exigem muita força de vontade e comprometimento.

Uma dica importante para substituir hábitos nocivos por outros mais desejáveis é construir cuidadosamente os objetivos. Uma meta muito ousada pode ser desmotivadora e possível de ser descumprida logo que se começa a tentar.

Daí a importância dos mini-hábitos. “Uma jornada de mil léguas começa com o primeiro passo”, já disse essa frase atribuída a Lao-Tse. O objetivo inicial é justamente definir qual é esse primeiro passo, algo que de tão fácil chega a ser vergonhoso inventar desculpas para não cumprir.

Comprometer-se com algo menor e mais fácil no início pode dar o ânimo para alcançar e superar as metas. Por exemplo: Estudar por 4 horas por dia pode parecer à princípio algo muito grandioso e difícil de ser cumprido. Se comprometer a estudar apenas 15 minutos, porém, é muito mais factível, elimina quase todas as desculpa. E é bem provável que na prática, o que vai acontecer é que a pessoa vai superar a meta, uma vez já estando lá em frente aos livros, continuando a estudar por mais tempo.

Cumprir o que você se comprometeu é vencer um jogo muito importante – o jogo com a nossa voz interior. Tenha consciência de que existe esse jogo, de que existe essa voz te dizendo que você não vai conseguir, que é muito difícil… Todo mundo tem essa voz. Só tem consistência quem tem confiança. Sentir-se incapaz é o primeiro passo para não dar passo nenhum.

Então, quando essa voz estiver quase te convencendo, rompa o padrão dela, mude o foco, faça perguntas poderosas, para impedir que, ao contrário, ela rompa seu novo padrão que ainda está sendo fortalecido (novo hábito).

Disso deriva então a próxima dica, que é: pelo menos compareça para o seu objetivo, mesmo nos dias em que você deseja “quebrar a corrente”. Quer começar a fazer uma atividade física, estabeleceu o micro objetivo de dar apenas uma volta no quarteirão, mas hoje não tem vontade nem de fazer isso? Coloque sua roupa, saia da porta de casa e volte. Na pior das hipóteses, você pelo menos vai se sentir feliz por não ter quebrado totalmente a nova rotina que está implementando. Mas o mais provável que aconteça é que uma vez dado o primeiro passo, os outros fluirão em seguida. Precisa estudar, quer criar um hábito começando por apenas 15 minutos, mas pensou em deixar para amanhã? Apenas se comprometa a sentar e abrir o livro, ler apenas uma página, etc. Pronto! Você já saiu da inércia.

E por falar em sair da inércia, isso já é um motivo para comemorar, sabia? Não espere chegar no seu objetivo final para se sentir recompensado. Seus micro-objetivos alcançados são micro-sucessos que merecem ser destacados. Faça dessas mudanças de hábitos algo leve e alegre, se dando pequenas recompensas a cada etapa (mas cuidado com as recompensas que põem tudo a perder!).

Seja mais positivo!

É muito importante olhar para o tanto que você já percorreu, e não para o quanto falta percorrer. Sente que ainda está longe de consolidar seus novos hábitos? Mantenha um diário de bordo que vai fazer você ver o quanto hoje está mais próximo do que ontem. E se parecer difícil continuar se mantendo firme nos seus objetivos no futuro, mantenha-se nele “só por hoje”…

Honre seu compromisso com você mesmo, seja impecável com sua palavra. Não cumprir o que você sabe que precisa fazer só lhe faz sentir mal, e por sentir mal você perde o ânimo de continuar, o que vira um ciclo. Mais uma vez, quebre o padrão da sua voz interior, antes que ela quebre você.

Mas se ainda não for suficiente se comprometer com você mesmo, assuma um compromisso com outra pessoa, você se sentirá mais obstinado ainda a cumprir sua palavra. Quer se comprometer comigo? Me conta aqui nos comentários: depois de tudo que leu até aqui, qual foi a decisão que você tomou e com o que você se compromete a partir de hoje?

Receba novidades por e-mail CadastroGratuito

Receba em Seu E-mail o Mais Atualizado Conteúdo Sobre Coaching e Desenvolvimento Pessoal do Brasil

Comentários:

  1. Oi Bárbara, essa semana estabeleci 2 importantes metas 1. fazer exercício todos os dias em casa ou caminhando pelo quarteirão pois perto da minha casa não tem academia. Então vi que existem diversos treinos que posso fazer de casa mesmo e para completar vou caminhar pela praça que tem aqui perto de casa. Também estou em processo de transição de carreira. Vou iniciar uma nova faculdade. Sempre gostei mais de estudar pela manhã, mas como estou em processo de transição de profissão necessito tirar mais horas do dia (tarde e noite) para estudar mais.

    1. Bárbara Penido

      Que bom saber que você está comprometida a fazer o que é necessário para criar uma vida e um trabalho com mais realização, Leilane! Espero que esteja tudo certo com seus planos, mas se ainda estiver difícil cumprir tudo certo também, sempre é tempo de recomeçar! Se precisar de mim estou aqui!!
      Bárbara Penido – barbara@mudeotom.com.br

  2. Oi, Bárbara!

    A maior dificuldade que vejo quando se trata de metas é que quanto mais grandiosas, mais os resultados demoram a aparecer. Porém quando criamos pequenas recompensas, nos sentimos muito mais motivados por estarmos no caminho!! Excelente texto!

    1. Bárbara Penido

      Fico muito feliz que tenha gostado Luiz! Obrigada!
      É verdade, metas muito pequenas deixam nossa vida sem sentido e entusiasmo. Mas o contrário também pode acabar desmotivando quando parecem muito grandes e distantes. As micro realizações e micro sucessos são o meio termo disso aí! Gratidão pela presença e pelo seu comentário!

Deixe seu Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *