Como Está a Sua Percepção de Autoeficácia?

03.05.2017
Crie seu futuro – 728 x 90

O ser humano tem em si a necessidade do sucesso. Quando este sucesso não é alcançado, nos sentimos desanimados e isso pode se tornar uma ameaça que o impossibilita dar continuidade em nossos objetivos de vida.  Precisamos conhecer as reais possibilidades e os limites na busca pelo o desenvolvimento de novas habilidades. Com percepções realistas (e por isso falamos em metas tangíveis) podemos nos conduzir às conquistas das nossas metas.

Estudos mostram que uma percepção forte de autoeficácia leva os indivíduos a planejarem metas mais ambiciosas e a comprometerem-se a alcançar essas metas. Ou seja, pessoas com maior autoconfiança se avaliam melhor em relação a sua atividade laboral e se percebem mais eficazes em suas funções.

Pessoas com uma elevada percepção de autoeficácia experimentam menos estresse em situações que demandam mais esforço pessoal. Elas obtém a motivação e a persistência para alcançar um determinado objetivo, através de dois processos:

1. Motivacionais, projetados pelo esforço e perseverança, manifestados na conduta;

2. Mecanismos de enfrentamento, no manejo da ansiedade e do stress perante situações diversas.

Além disso as expectativas de resultados e as expectativas de eficácia são distintas:

1. A expectativa de resultados refere-se à crença de que um determinado comportamento conduzirá a determinados resultados;

2. A expectativa de eficácia refere-se à crença de ser realmente capaz de executar e de obter êxito em determinados resultados.

Enquanto a autoeficácia percebida “são as crenças que as pessoas têm sobre suas capacidades e/ou o exercício de controle que têm sobre os eventos que afetam a sua vida” (Bandura, 1989, p. 1175).  A sensação de fracasso profissional pode gerar frustração desencadeando baixos sentimentos de autoconfiança e, assim, menos envolvimento no trabalho.

As nossas percepções têm consequências reais sobre as situações e nossos comportamentos. Pessoas com baixos sentimentos de autoconfiança tendem a perceber mais estresse no trabalho, enxergando de forma distorcida as dificuldades em seu meio. Já as pessoas com elevado sentimento de autoconfiança usarão com maior frequência estratégias de enfrentamento do estresse.

Assim, pessoas com altos níveis de percepção de autoeficácia poderão desenvolver mecanismo motivacionais à medida que tenderão a estabelecer para si objetivos mais desafiantes e exigentes.

Receba novidades por e-mail CadastroGratuito

Receba em Seu E-mail o Mais Atualizado Conteúdo Sobre Coaching e Desenvolvimento Pessoal do Brasil

Deixe seu Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *