Como Fazer um Plano de Ação Motivacional

23.06.2017

Com certeza você já sabe que um funcionário motivado é um funcionário muito mais disposto e produtivo, certo? Como consequência, uma empresa com uma equipe motivada alcança melhores resultados, inclusive financeiros. Por isso é tão importante a existência de um plano de ação motivacional que seja posto em prática de tempos em tempos, ou quando se fizer necessário.

Por que investir em um plano de ação motivacional?

O psicólogo Abraham Maslow formulou uma teoria que afirma que o ser humano é motivado por suas necessidades. As primeiras necessidades que ele busca suprir são as do corpo ou fisiológicas, aquelas essenciais para a sobrevivência. Em segundo lugar, ele procura suprir as necessidades de segurança; em terceiro, as de relacionamentos; em quarto, as de estima. E em último, as necessidade de autorrealização.

A Pirâmide de Maslow mostra que todos têm capacidade de se autodesenvolver e realizar seu potencial, caso estejam em um ambiente que supra suas necessidades mais básicas. Por isso um plano de ação motivacional pode ser tão essencial para o sucesso de uma empresa.

Como fazendo um plano de ação motivacional?

Como você já pôde perceber, toda empresa que valoriza seus colaboradores – e deveriam ser todas, pois uma empresa não é nada sem as pessoas que a constroem – deve dar atenção à motivação deles. Por isso vamos dar algumas dicas para quem deseja fazer um plano de ação motivacional:

1. Descubra o seu objetivo

Para isso você vai precisar analisar quais são as questões que a sua equipe vem enfrentando. Existem problemas de relacionamento interpessoal? O ambiente de trabalho está desorganizado? As pessoas estão perdendo o foco? Existem colaboradores sobrecarregados? É a partir dessa análise que você vai conseguir perceber quais seus reais objetivos para fazer o plano de ação motivacional.

2. Defina as necessidades

Depois de ter o(s) objetivo(s) claro(s), você precisará definir quais são as necessidades dos seus colaboradores. Mais integração, organização, estímulo etc., vai depender da situação. Com essas necessidades definidas, você pode se reunir com as equipes relacionadas e pensar em possíveis soluções.

3. Hora de agir

Agora que você já descobriu os seus objetivos, necessidades e possíveis soluções, é hora de partir para a ação. Esquematize e repasse para a equipe todas as ações que você considerar necessárias. Considere a criação de metas, a possibilidade de recompensa e outras formas de motivar os colaboradores.

Gostou do artigo? Continue navegando pelo Portal Coaching para encontrar mais textos como este!

Receba novidades por e-mail CadastroGratuito

Receba em Seu E-mail o Mais Atualizado Conteúdo Sobre Coaching e Desenvolvimento Pessoal do Brasil

Deixe seu Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *