Como fazer uma crítica construtiva?

16.01.2017

Sabemos que um bom ambiente de trabalho é aquele no qual todos os colaboradores estão em harmonia e tudo flui de forma satisfatória. Por esse motivo, é comum que ao tentar manter um bom relacionamento com colegas e colaboradores, muitos profissionais sintam medo de realizar feedbacks, mesmo quando eles têm o propósito de oferecer uma crítica construtiva.

Normalmente esse receio se dá por conta da carga negativa que a palavra crítica carrega. No entanto, é possível encontrar maneiras eficientes de realizar observações que, justamente, melhorem a maneira como as pessoas se relacionam e o papel que desempenham dentro da organização.

Enumere os pontos positivos

Boa parte dos seres humanos tende a enfrentar as críticas como uma punição, o que os torna questionadores de sua própria capacidade de realizar determinadas tarefas. O ideal é, antes mesmo de apontar os pontos fracos ou problemas que o levaram a fazer a crítica, ressaltar paro o funcionário suas habilidades e pontos fortes. Isso te ajudará a mantê-lo positivo, permitindo que não receba as observações com uma carga negativa muito intensa.

Ao elencar primeiro quais as habilidades e pontos fortes, o profissional assimila que tem capacidade para evoluir e melhorar ainda mais seu desempenho.

Seja claro na sua crítica construtiva

É comum que se tente amenizar a conversa com o intuito de reduzir o impacto causado no profissional. No entanto, é preciso lembrar que as críticas construtivas têm como objetivo mostrar os pontos nos quais o colaborador pode melhorar, o que não será possível se qualquer informação for simplesmente deixada de lado.

Por isso, seja claro na hora de realizar as considerações e mostre o que fez com que aquela conversa acontecesse. Dessa maneira o colaborador conhecerá bem o aspecto que pode ser melhorado e não ficará se perguntando onde pode ter errado.

Outro cuidado que deve ser tomado diz respeito as sugestões dadas para que o quadro seja revertido. Tente mostrar sempre o lado positivo de seu apontamento, seja ele um posicionamento profissional ou o direcionamento para um curso ou certificação.

Ouça mais

Todo funcionário deve ter a chance de se justificar ou até mesmo expor como se sente com aquela conversa. Por isso, tenha em mente que você precisa estar aberto aos questionamentos e apontamentos que podem surgir.

Receba essa conversa como uma possibilidade de melhorar também como profissional. A criação desse relacionamento te ajudará a aprimorar também a maneira como essas críticas construtivas são realizadas, assim como mostrará ao seu colaborador/colega que, dentro de sua organização, ele tem todo o direito de expor aquilo que observa.

Receba novidades por e-mail CadastroGratuito

Receba em Seu E-mail o Mais Atualizado Conteúdo Sobre Coaching e Desenvolvimento Pessoal do Brasil

Comentários:

  1. Muito importante a sua contribuição. Sou Pedagoga, Terapeuta e Coach e um dos maiores desafios nas escolas e empresas é o trabalho em equipe. A maioria trabalha como um grupo, muitas vezes dividido sendo que a maior dificuldade está nas relações interpessoais, onde cada um busca exclusivamente a sua medalha , promoção, evolução, esquecendo -se de de que a equipe alavanca o sucesso de todos.
    Rapidamente observaremos o sucesso de todos da equipe deste portal.Gostaria de contribuir.
    Sucesso!
    Lúcia Toledo

Deixe seu Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *