Como Surge uma Ideia?

27.10.2017

Você já viveu aquela experiência de ter uma ideia brilhante para resolver um problema que há tempos vinha enfrentando enquanto jogava bola, caminhava no parque ou passeava com a família?

Já se sentou em sua mesa de trabalho, se debruçou sobre seus papéis, com os cotovelos na mesa e as mãos na cabeça, implorando ao cérebro para te dar a solução ideal para algum problema específico?

Muita gente passa por isso.

Provavelmente você já tenha tido uma dúzia de boas ideias enquanto se servia de uma xícara de café, ou tenha solucionado um problema do seu trabalho ou da sua vida pessoal enquanto dirigia ou assistia televisão.

É incrível como grandes sacadas e insights surgem justamente quando não estamos pensando no assunto.

Eu não me lembro em que livro li isso, mas eu nunca mais esqueci do ensinamento que ficou.

Nosso cérebro atua de um jeito estranho quando o assunto é nos dar uma sacada.

Quando você acaba de se abastecer de informações, absorvendo conteúdo, dificilmente terá alguma grande ideia. É como se o cérebro coletasse os dados, enviasse para um setor onde aquelas informações serão processadas, para que aí sim fiquem disponíveis para você.

No momento em que todo o conteúdo absorvido for digerido pelo cérebro, ele passa a enviar lampejos com pequenos fragmentos do que foi analisado. Aí estão as sacadas valiosas!

De coach para coachee: Uma boa ideia pode surgir até na pia!

Dentro de um programa de coaching, podemos verificar esse fenômeno no amadurecimento do coachee após cada sessão. A pessoa que deixa nosso escritório ou desconecta o computador após o término da sessão não será a mesma com quem voltaremos a ter contato na sessão seguinte.

Não que imediatamente após o término da sessão a mudança de vida e de mentalidade já estará realizada na vida do coachee, mas a semente já haverá sido plantada. O cérebro já estará abastecido com as informações que enviará para o setor de processamento, para que municie o coachee com criatividade, inspiração e insights em um momento em que estiver, por exemplo, na pia lavando louças, ou no supermercado fazendo compras.

Dizem que o amadurecimento e os aprendizados não vêm da conquista, mas da escalada, do caminho percorrido. Gosto de pensar que no coaching, a vida nova não vem ao término de cada sessão, mas das reflexões que elas promoverão dali em diante na vida do coachee.

Da próxima vez que você se dirigir para a pia, para colocar em ordem a louça do jantar, respire fundo e apanhe a esponja com a confiança de quem vai ter a melhor ideia da vida antes de fechar pela última vez a torneira!

Receba novidades por e-mail CadastroGratuito

Receba em Seu E-mail o Mais Atualizado Conteúdo Sobre Coaching e Desenvolvimento Pessoal do Brasil

Deixe seu Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *