Como Trabalhar nos Momentos Ruins da Sua Carreira?

27.07.2017
Crie seu futuro – 728 x 90

Hoje vamos falar sobre atitudes simples que nos ajudam a fazer acontecer e a conquistar a carreira que queremos.

Meu sonho de criança era ser bailarina. Eu sonhava acordada, me vendo dançar e toda a minha vida acontecia neste palco. Foi assim que pedi aos meus pais para me colocarem no balé. Só que, na época, meus pais me disseram que precisava aprender a nadar primeiro.

E lá fui eu. Eu me lembro que muitas vezes eu ia para a aula de natação chorando porque não queria nadar. Eu ouço várias pessoas dizerem que muitas vezes vão ao trabalho chorando, seja porque odeiam o emprego ou a carreira. Imagino que a sensação é a mesma que eu tinha na época.

Hoje, escrevendo este artigo, fico pensando se este fato não influenciou a minha coragem de sempre buscar fazer e trabalhar com o que gosto e até mesmo de encontrar razões para gostar de tudo que faço. Eu acredito que este episódio na minha vida me preparou para amar o que faço ou buscar o que amo fazer, pois depois disto não consigo me lembrar de nada que eu tenha feito que eu não me dedicasse, me empenhasse e encontrasse uma razão para fazer.

Voltando às aulas de natação, eu sabia que era preciso aprender. Meus nados preferidos eram peito e “golfinho”, ou borboleta como se diz. Mas, ao invés de aproveitar melhor minhas habilidades na natação, eu só pensava no balé e isto me prejudicou.

Eu não era uma exímia nadadora, mas treinava razoavelmente bem e logo passei para o próximo nível de dificuldade e treino e continuava chorando para ir para às aulas. Quanto sofrimento.

Outro dia, eu estava me lembrando que perdi uma prova que eu estava ganhando simplesmente porque não estava presente naquele momento para os benefícios que a natação me trazia. Cometi o erro de não me concentrar na prova e olhei para o lado. Foi ali que perdi a prova.

Tem muito tempo que isto aconteceu, mas me recordo perfeitamente daquele dia. Entrei na piscina, comecei a nadar peito e estava na frente de uma colega, ganhando a prova. Só que, ao invés de me concentrar, fui olhar para o lado para ver se estava me alcançando. E, foi naquele momento que olhei para o lado e me comparei com a minha colega que eu perdi a prova e cheguei em segundo lugar.

Lições sobre carreira:

Hoje, pensando no assunto, identifico alguns aprendizados daqueles tempos para não irmos chorando para o trabalho e pararmos de sofrer tanto quando precisamos fazer algo que não é exatamente o que sonhamos para nossa carreira:

  1. Viver e aproveitar o que o momento presente nos oferece  mesmo que ainda não tenha começado a realizar o seu sonho;
  2. Ficar sofrendo e não aceitar o momento presente com serenidade pode fazer com que deixemos passar uma oportunidade muito próxima que pode até ser o trampolim para o que sonhamos;
  3. Muitas vezes, estamos indo bem e, ao querermos olhar para o lado e se comparar com o outro, acabamos perdendo energia  e, então, desperdiçando a chance de ganhar algo. Confie na sua direção.

Receba novidades por e-mail CadastroGratuito

Receba em Seu E-mail o Mais Atualizado Conteúdo Sobre Coaching e Desenvolvimento Pessoal do Brasil

Deixe seu Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *