Coragem: A Chave para a Abundância

16.03.2018
Crie seu futuro – 728 x 90

Você se lembra da primeira vez que passou por uma experiência nova em sua vida e teve de lidar com o medo? Independente de qual tenha sido esta situação – uma viagem de avião ou um salto de asa delta ou qualquer outra que tenha envolvido adrenalina e lhe tirado de sua zona de conforto – uma coisa é certa: isso foi marcante para você e pode ter determinado a forma como você passou a lidar com o medo do novo, do desconhecido.

A experiência deste tipo que me ocorre, foi a primeira vez que eu montei em um cavalo. Eu tinha 8 ou 9 anos de idade e, como toda criança, ainda não tinha maturidade suficiente para decidir. Então, meus tios e meu avô materno decidiram qual seria o meio de transporte que usaríamos para nos deslocar até o local onde estava o carro que nos levaria de volta para casa.

Com meu tio no comando das rédeas do cavalo, eu fui colocado como passageiro (na garupa), pelo meu avô, enquanto era encorajado pela minha avó. Superei o pico de adrenalina poucos minutos depois de ter sido apresentado ao lombo do cavalo, que até a véspera, eu preferia manter certa distância. Com o medo sob controle, tudo ficou mais simples e natural. Então, pude apreciar a experiência sem comprometer nosso retorno para casa, naquela noite.

E este foi o fim da minha restrição ao contato com os cavalos da fazenda e o início de outras tantas histórias de integração e respeito aos equinos. Qualquer outro desfecho para aquela experiência inesperada poderia ter comprometido minha atitude diante das possibilidades que a vida me reservaria daquele momento em diante.

Quando a vida lhe apresenta algo novo e você tem de lidar diretamente com isso, sem poder delegar a outra pessoa, você acaba tendo a oportunidade de se conhecer um pouco mais, de explorar o desconhecido e ampliar os seus limites (sua zona de conforto). E é natural que esta experiência lhe exponha ao medo – um processo emocional que se manifesta como uma sensação física – deixando seus sentidos em alerta, de forma idêntica como ocorria com nossos ancestrais na Pré-história.

Ao nascerem, os seres humanos possuem apenas dois medos: de cair e de som alto. Todos os outros, são aprendidos. E ao contrário do que muitos acreditam, o medo é um mecanismo de preservação da vida. Esta emoção primitiva é normal e natural. Sem ela, nos exporíamos ao perigo de forma inconsequente, sem avaliar qualquer risco ou gravidade.

O sentimento de insegurança e a falta de autoconfiança alimentam o medo, tornando-o um fator limitante na vida das pessoas, afetando seus desempenhos e a possibilidade de desfrutarem plenamente suas vidas.

Libertando-se do medo paralisante

Para libertarem-se do medo que as faz paralisar, freando qualquer ação que as levaria a experimentar uma situação nova e/ou fora das suas zonas de conforto, as pessoas podem recorrer à psicoterapia, conduzida por profissionais na área médica, ou aos processos de coaching, sob a orientação de um coach.

Ao se levar a luz da informação à situação que aciona o medo paralisante, a insegurança pode se dissipar, abrindo espaço para que a pessoa compreenda a causa do respectivo mecanismo de autoproteção e, em seguida, tenha subsídios para dar uma nova perspectiva à situação em questão, rompendo o ciclo de condição limitante, permitindo-lhe seguir em frente e viver a experiência que, até então, era restringida pelo medo.

Com orientação e consistência, os fatores limitantes associados ao medo vão sendo eliminados e a cada progresso, a autoconfiança se fortalece, possibilitando um aumento gradual nas opções de atividades e experiências que poderão ser realizadas pelas pessoas, sem o embaraço do constrangimento, da sensação de impotência e do julgamento ferino das outras pessoas.

“O que a vida quer da gente é coragem.” (Guimarães Rosa)

Coragem não é a ausência do medo e sim, agir apesar dele. Aqueles que manifestam a coragem todos os dias, estão abertos às possibilidades que a vida lhes apresenta, revelando uma atitude congruente em relação à felicidade, ao amor e ao sucesso.

Coragem é o combustível que alimenta os relacionamentos e os negócios. Com coragem, a vida revelará todo seu esplendor e a abundância se manifestará naturalmente no seu caminho.

Receba novidades por e-mail CadastroGratuito

Receba em Seu E-mail o Mais Atualizado Conteúdo Sobre Coaching e Desenvolvimento Pessoal do Brasil

Deixe seu Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crie seu fututo – 914×172