Definição de Análise Transacional

02.03.2017

Criada pelo Dr. Eric Berne no final da década de 50, a Análise Transacional (AT) é uma teoria da personalidade. O método estuda a forma como o ser humano sente, age, pensa e se relaciona com o mundo a sua volta. É uma teoria excelente para o autoconhecimento e se baseia nos princípios filósofos da autonomia, consciência, espontaneidade e intimidade. Conheça mais sobre a definição de Análise Transacional a seguir.

Entenda o objetivo da Análise Transacional

O objetivo principal da Análise Transacional é avaliar e estudar o comportamento, sentimentos e pensamentos das pessoas por meio da troca de estímulos e respostas obtidas durante o contato entre elas.

Atualmente, essa teoria mudou bastante. O lado positivo disso é que, conforme o tempo passa, o comportamento e visão das pessoas mudam e evoluem, e a tendência é que a Análise Transacional também se desenvolva cada vez mais, recebendo contribuições teóricas e práticas de muitos autores que são seguidores de Berne.

A análise é chamada de Transacional por causa do interesse que Berne tinha pelas pessoas. Com o estudo, as trocas de estímulos e as respostas – também chamadas de transações – entre os indivíduos fez com que Berne considerasse que todos nascem com o potencial de ser feliz. Mas, essa capacidade torna-se limitada a partir do momento em que os indivíduos agem conforme as expectativas de outras pessoas.

Como a Análise Transacional é aplicada?

Vale ressaltar que a Análise Transacional pode ser aplicada em diferentes áreas de atuação do ser humano: empresas, escolas, hospitais ou qualquer outro lugar que haja o contato com outras pessoas, inclusive dentro dos relacionamentos pessoais e familiares.

A teoria trabalha na tentativa de recuperar as capacidades inatas do ser humano, que foram perdidas com cada vivência, e situações estressantes ou traumáticas sofridas principalmente  durante a infância. Com isso, utilizam-se os conceitos de Estado do Ego aliados ao conhecimento da história pessoal de cada indivíduo e também ao seu comportamento.

A Análise Transacional é realizada por meio de um contrato entre o terapeuta e o cliente, sendo o paciente o maior indicador do que deseja mudar e melhorar em sua vida. Cabe ao terapeuta decidir se pode ajudá-lo nesse “desafio” ou não.

Por meio de sessões, a análise tem o intuito de contribuir para a vida do indivíduo, fornecendo maior controle e conhecimento sobre seus próprios sentimentos, pensamentos e ações. Além de trabalhar também a capacidade de reconhecer com antecedência possíveis situações que podem atrapalhar o dia a dia.

Os benefícios obtidos com a Análise Transacional são inúmeros, aliados ao Coaching, os resultados podem aumentar ainda mais, podendo contribuir principalmente com o seu crescimento pessoal ou profissional.

Receba novidades por e-mail CadastroGratuito

Receba em Seu E-mail o Mais Atualizado Conteúdo Sobre Coaching e Desenvolvimento Pessoal do Brasil

Deixe seu Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *