Empreendedorismo: Se Comunique Com Autoridade

26.07.2017

Eu aprendi isso da forma mais dura possível e talvez seja esse o problema que você tem enfrentado hoje.

Entenda uma coisa: Se você não fala com autoridade, você não é levado a sério.

Lembro-me de quando eu falava de forma “carinhosa” para não magoar as pessoas, para tratá-las bem e ter a atenção delas e sempre acabava me magoando depois. Isso acontece porque quando você fala de forma que não expressa autoridade, aquilo que você fala cai no esquecimento porque não tem impacto algum.

Para não magoar outra pessoa e tentar tratá-la como um rei ou rainha de forma equivocada, você acaba se prejudicando, sabe por quê? Porque nós somos seres de hábito e se você fizer isso constantemente, isso passa a fazer parte de você e, com o tempo, você não vai mais acreditar em suas capacidades porque ninguém respeita e dá atenção para aquilo que você diz.

Você pode tratar bem uma pessoa falando de forma firme e com autoridade, mostrando a ela que você é alguém forte e poderoso.

Nós seres humanos respeitamos aquilo que causa impacto em nós.

Talvez você esteja lembrando algo que foi dito de forma tranquila e carinhosa, mas tenho certeza que se isto está acontecendo é porque o conteúdo presente na frase tinha e tem algum valor para você, caso contrário você não se lembraria. Talvez a pessoa que disse a frase, de alguma forma, já tinha poder ou autoridade sobre você e isso tem grande peso.

Aquilo que é dito precisa causar impacto em quem recebe a mensagem e se você está buscando convencer um cliente que não conhece você, falar de forma que não expressa autoridade vai te dar péssimos resultados.

Ninguém compra de quem não passa confiança e quando compra vai tentar desmerecer aquilo que o vendedor está oferecendo, seja um produto ou um serviço.

O que vai ajudar você a ter melhores resultados, caso esteja passando pelo que estou dizendo, é começar a se atentar para a forma que você está falando e buscar analisar se o que você expressa tem realmente poder para convencer as pessoas.

Como eu disse, eu aprendi isso da pior forma possível, aprendi “quebrando a cara” e constantemente me deparando com resultados negativos. Não estou dizendo que isso foi ruim, pois aprendi a lição e graças a isso posso compartilhar minha experiência com você, só estou dizendo que não foi nenhum pouco fácil.

Cause o impacto

Quando comecei a fazer um auto análise, percebi que o problema estava na forma com que eu falava com as pessoas. O meu “jeito de educação” estava fora dos padrões de negociação, porque não expressava autoridade.

Não estou dizendo que ser educado e carinhoso é algo errado, estou dizendo que isso, exercido de forma errada, é prejudicial aos negócios.

No mundo dos negócios nos deparamos constantemente com tubarões e você precisa ser um tubarão para sobreviver no mercado. Então, falar com aquela voz toda meiga e delicadinha como a Dory bebê no filme “Procurando Dory” é uma gracinha, é bonitinho demais, mas não passa disso.

Sua forma de falar precisa mostrar quem é você e o que é o seu negócio antes da pessoa realmente conhecer você e seu negócio. Não estou dizendo para você ser rude, mal educado ou impaciente, estou dizendo para você falar de forma firme e que mostre que você e seu negócio podem mudar a vida do seu cliente.

Seja meigo (a) e docinho quando estiver falando com sua família e amigos, mas quando estiver falando de negócios, exale autoridade.

Receba novidades por e-mail CadastroGratuito

Receba em Seu E-mail o Mais Atualizado Conteúdo Sobre Coaching e Desenvolvimento Pessoal do Brasil

Deixe seu Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *