Encontre Motivação no seu Grande Porquê

16.05.2017

Você já se perguntou onde foi parar sua motivação? 

Você está empolgado, cheio de planos, vai começar um novo projeto, uma nova rotina de exercícios, a praticar meditação, ioga ou seguir uma nova e mais saudável dieta…

Aí, começa a montanha russa.

No primeiro dia você está super motivado, no segundo, nem tanto, mas se comprometeu, precisa dar exemplos para os seus clientes. No terceiro, você sai da rotina, talvez por uma viagem a trabalho, ou qualquer outro motivo e deixa de seguir o compromisso por uns três dias. Na segunda-feira seguinte, você reinicia, mas já não sofreu por não realizar por três dias e viu que nada de ruim aconteceu, agora fica fácil não fazer, esquivar, procrastinar…  

Como podemos evitar esse efeito montanha russa na nossa motivação?

Eu sei que a mudança duradoura é o que todos nós estamos procurando!

Aliás, nós ajudamos pessoas a seguirem motivadas, a conquistarem seus objetivos, mas na maioria das vezes, não aplicamos na nossa vida e viramos refém dos nossos compromissos. 

Precisamos ter claro o nosso “porquê” (a razão atrás do objetivo). Sim, aquele “porquê” de você sempre perguntar ao seu coachee, a relevância da meta!

Quem consegue manter a motivação ao longo da jornada, mesmo quando os desafios aparecem, geralmente são aqueles que tinham claro o “porquê” de fazerem o que estavam fazendo.

Quando a nossa motivação é alimentada pelo que nos é mais importante, pela verdadeira razão por trás de nossos objetivos, ela se mantém acesa. Podemos nos apoiar nisso sempre que precisarmos de mais combustível, ou nos agarrar a isso quando estivermos à deriva. Uma boa âncora nos mantém em segurança até a linha de chegada. 

O grande porquê: Missão do seu coachee

Ah, mas eu já sei tudo isto, eu faço minhas sessões iniciais justamente perguntando qual é o grande por que do meu cliente…

Parabéns! Agora responda: ao longo do processo você relembra isto ao seu cliente?

Quando ele (ou você mesmo) desvia-se da meta, como você conduz?

Aplica testes de perfil comportamental, de assessment, tentando encontrar as respostas ocultas para a perda de entusiasmo ou simplesmente relembra-o do motivo principal, do grande “porquê”, do que o trouxe até aqui?

Muitas vezes tentamos dificultar e “ferramentar” demais. Simplifica, que simples, fica!

Quando reforçamos os objetivos e porquês, reforçamos a possibilidade de fazê-los acontecer! Com este simples motivo, você motiva! Acredite.

Espero encontrá-lo hiper motivado na próxima vez.

Receba novidades por e-mail CadastroGratuito

Receba em Seu E-mail o Mais Atualizado Conteúdo Sobre Coaching e Desenvolvimento Pessoal do Brasil

Deixe seu Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crie seu fututo – 914×172