O Que É Mentoria?

15.02.2017

Converse com qualquer profissional ou empreendedor bem-sucedido e você verificará que ele procurou conselho de alguém mais experiente alguma vez durante a sua trajetória. É raro alguém chegar ao sucesso e permanecer nele sozinho. No mundo corporativo, é muito comum a procura por orientação de pessoas que já chegaram lá, processo conhecido por mentoria.

Derivado do inglês, metoring, mentoria pode ser entendido como tutoria ou apadrinhamento. Basicamente, trata-se de uma ferramenta de desenvolvimento profissional que consiste na ajuda oferecida por alguém experiente a outro com menos experiência ou iniciante. O mentor tem grande conhecimento sobre determinada área e, portanto, qualificação para guiar e aconselhar seu aprendiz.

Por outro lado, quem recorre à mentoria, obtém aprendizado e orientação necessários para encaminhar bem sua carreira. É comum as empresas convidarem colaboradores antigos que se aposentaram para serem mentores de profissionais mais jovens. Ele transmite seu conhecimento e sabedoria, além de contribuir para que o novo colaborador seja inserido na cultura organizacional com mais facilidade.

Muitas empresas têm aderido à mentoria em substituição a treinamentos convencionais, uma vez que o método costuma ser mais eficaz. Mas não é só o aprendiz ou a organização que ganham com método: o mentor também é beneficiado, na medida em que pode contribuir, mesmo depois de finalizar as suas atividades.

Mas profissionais também podem procurar mentoria por conta própria quando estiverem perdidos com relação aos rumos de sua carreira, angustiados sobre seu cargo atual ou em diversas outras situações semelhantes. O mentor o ajudará a se encontrar, planejar e até mudar de profissão para encontrar satisfação no seu trabalho.

Mentoria X Coaching

Muitos confundem mentoria com coaching. Apesar de serem métodos parecidos, que visam o desenvolvimento humano, possuem diferenças entre si. A principal é que o mentor precisa ter experiência na área de trabalho do seu cliente, algo não exigido para o coach.

Nesse sentido, a mentoria é mais indicada para casos específicos, quando a pessoa está buscando soluções para problemas relacionados à sua área de atuação. Por outro lado, o coaching pode ser útil para os mais variados objetivos e não é necessário procurar por um coach especialista em seu setor profissional.

Outra diferença entre os métodos é o tempo de duração. Enquanto a mentoria é realizada em um tempo indeterminado, o coaching procura soluções mais rápidas e, geralmente, pode se estender entre três e seis meses. Obviamente, isso poderá variar de acordo com a resposta do orientado.

Como escolher um mentor?

Ao escolher um mentor, você deve conhecer bem a carreira, currículo e histórico do profissional. Buscar recomendações de conhecidos é uma ótima dica. Por fim, é importante que você se identifique com o especialista, pois a afinidade garantirá o sucesso das sessões.

E você, conhecia o processo de mentoria ou pretende procurar essa orientação? Conte tudo nos comentários!

Receba novidades por e-mail CadastroGratuito

Receba em Seu E-mail o Mais Atualizado Conteúdo Sobre Coaching e Desenvolvimento Pessoal do Brasil

Comentários:

  1. Excelente abordagem sobre o trabalho de mentoria. Parabéns!
    É um dos nossos serviços mais procurados, portanto,
    “Eu também quero colaborar”.

  2. Fui convidada para ser mentora num projeto. Obrigada pelos esclarecimentos.

Deixe seu Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *