O que é Rapport?

09.10.2017

A palavra Rapport se origina do francês “rapporter” que significa “trazer de volta” e não há uma tradução para o português.

É uma linguagem utilizada pela PNL (programação neurolinguística) e é um dos seus principais alicerces.

O rapport pode ser interpretado como a arte de estabelecer um ambiente de confiança, empatia e cooperação. Mais que isso, é entrar no modelo de mundo do outro, sem ter que necessariamente mudar a sua opinião.

É considerado por muitos uma técnica eficaz de persuasão e seus benefícios podem ir além do estabelecimento de bons relacionamentos. Quando se está em Rapport temos a sensação de que algo mágico acontece!

A confiança mútua acontece muito rapidamente quando somos escutados ativamente, quando há receptividade sobre o que estamos falando e quando percebemos que somos parecidos de alguma forma com o outro.

É como se a nossa mente nos enviasse um sinal: hei, vocês são da mesma tribo, pode confiar!

E como muitas outras habilidades naturais que possuímos, o rapport também pode ser treinado e aperfeiçoado por qualquer pessoa.

Mas como utilizamos o Rapport?

As técnicas de rapport são bem simples de serem treinadas e aplicadas e se resumem em basicamente reproduzir a linguagem e a expressão corporal do outro, como se fosse um espelhamento, mas sempre de maneira sutil e respeitosa.

O primeiro passo para se estabelecer o rapport é o sorriso. Aquela conversa de que o sorriso abre portas, sim é a mais pura verdade. O primeiro sinal de receptividade é mesmo o sorriso!

Alinhar a sua postura à do outro e imitar os movimentos corporais, como piscar, mexer nos cabelos ou outra característica marcante, também ajuda a estabelecer o rapport.

Mas atenção, o espelhamento deve ser sutil e elegante. Se você se transformar na sombra da outra pessoa, rapidamente ela vai achar que tem algo de estranho em você e todo o rapport vai por água abaixo.

Modular o seu tom de voz, acompanhando o volume, o timbre e a velocidade do outro também é uma técnica eficiente.

Você pode também alinhar a sua respiração ao outro num ritmo lento ou rápido, profunda ou superficialmente, estabelecendo uma conexão ainda maior.

Parafrasear, repetir expressões e até mesmo gírias utilizadas pela pessoa em sua fala faz com que ela se sinta parecida com você, fortalecendo ainda mais o ambiente de confiança.

Em resumo, estabelecer rapport é sobretudo demostrar sensibilidade, interesse e respeito pelo modelo de mundo do outro.

Uma vez estabelecido o rapport, fica muito mais fácil então conduzir a pessoa para o assunto de seu interesse e com certeza, os resultados serão surpreendentes.

E então…vamos à prática?

 

Receba novidades por e-mail CadastroGratuito

Receba em Seu E-mail o Mais Atualizado Conteúdo Sobre Coaching e Desenvolvimento Pessoal do Brasil

Deixe seu Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *