Reduza o Consumo de Notícias Ruins

31.05.2017
Crie seu futuro – 728 x 90

Anos atrás, eu estava completamente infeliz com minha vida profissional e mergulhei num profundo processo de autoconhecimento. Nessa busca, encontrei pessoas muito importantes, verdadeiros mentores, por meio de cursos e treinamentos de desenvolvimento pessoal que fiz e, até mesmo, através de livros e canais na internet.

Percebi que parte do discurso entre eles era comum: “livre-se da TV, dos noticiários!”. E por quê? Porque a maior parte do que circula nas mídias é notícia ruim. Confesso que, no começo, eu achava essa ideia meio doida. Como não assistir aos jornais? Ficar alienada, sem saber o que acontece no Brasil, no mundo? É importante ser uma pessoa informada.

Fato é que eu nunca tinha parado para perceber o quão nocivo realmente é você ligar uma TV e só ver desgraça acontecer. Tomei consciência de quanto isso afeta minha saúde mental, emocional e, porque não dizer, física também. Notícias ruins são tóxicas! Geram emoções ruins, de baixa vibração energética, como medo, angústia, raiva, tristeza. Enfim, a gente fica com medo de viver…

Aos poucos fui me desconectando e me dei conta de que quando a notícia, ou informação é importante, ela vai chegar até mim de alguma forma, sem eu precisar assistir a pelo menos 1 ou 2 edições de jornais diários.  Esse foi um hábito que precisei desconstruir. Não foi difícil, porque quando me tornei consciente de tudo que eu vinha absorvendo, quando fiquei presente às emoções e reações físicas que sentia ao ver essas notícias ruins, o quanto me fazia mal, foi natural cortar costume da minha vida.

Respeite os sinais que seu corpo dá!

Não vou ser radical e dizer que cortei totalmente qualquer mídia ou meio de comunicação. O que fiz foi reduzir (e muito) o consumo de noticiários. Até porque, não vivo sozinha, então preciso respeitar o espaço alheio. Mas aprendi a respeitar os sinais que meu corpo dá (nó na garganta e aperto no peito são os mais comuns para mim).  Quando estou num ambiente com notícias ruins, seja TV, rádio, dou um jeito de abstrair e não absorver aquilo, ou mudo de ambiente. Assisto a TV sim, principalmente séries e documentários, mas escolho o quero consumir – fora a internet que tem muita coisa bacana e gratuita a disposição.

E o que ganhei com isso? Principalmente paz de espírito. Posso dizer que sou uma pessoa muito mais feliz, menos estressada e ansiosa, que acredita mais na humanidade e na abundância do nosso Universo.

 

Receba novidades por e-mail CadastroGratuito

Receba em Seu E-mail o Mais Atualizado Conteúdo Sobre Coaching e Desenvolvimento Pessoal do Brasil

Deixe seu Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *