O que é Ho’ponopono e Como Pode te Ajudar?

Diariamente, recebo mensagens de pessoas me falando dos desafios da vida. A verdade é que todos nós temos “um calo no sapato”. Eu também tenho o meu.

Acredito que viver é sinônimo de relacionar-se – exceto para alguns poucos iluminados que vivem isolados – e é na vida de relação que o show acontece; é onde temos o palco e os bastidores.

Como tudo tem um propósito maior e o acaso talvez seja somente o nosso não entendimento de um processamento maior e mais complexo, estamos no lugar certo, na hora certa e com as pessoas certas.

E quando aquele filho é tão difícil? E quando o vizinho “enche o saco”? E quando o chefe é um “porre”? E quando a paciência termina? E quando, e quando, e quando…, a lista parece que não tem fim.

Realmente, os desafios da vida são inúmeros, mas o calo no sapato é sempre o maior deles e a cada dia aperta mais. Aperta porque sabemos que poderíamos fazer diferente, falar diferente, sentir diferente, mas a irritação acaba vindo a tona.

Nós somos 100% responsáveis por tudo aquilo que nos acontece – você já deve ter ouvido isso, mas talvez não tenha entendido o sentido literal da palavra – e esse conceito já está bem disseminado, mas talvez ainda de uma forma muito superficial.

Há algum tempo eu conheci o Ho’ponopono que é um sistema havaiano para a cura, prosperidade e paz. Assim foi como entendi quando fiz pela primeira vez a sua meditação tradicional. 

Mas a realidade é que o Ho’ponopono vai muito, além disso, e pode te ajudar – até resolver – no seu “calo no sapato”.

Segundo esse método, nós somos 100% responsáveis mesmo por tudo que ESTÁ na nossa vida, ou seja, pelo que fazemos, dizemos e sentimos e pelo o que os outros que convivem conosco também estão fazendo, dizendo e sentindo.

Sei que isso pode parecer muito doido, esquisito ou sem lógica – acredite, eu também pensei assim – mas a verdade é que não. Quando somos 100% responsáveis por qualquer coisa significa dizer que temos 100% de poder em nossas mãos para mudar/transformar a nossa realidade.

Como o Ho’ponopono pode te ajudar?

O Ho’ponopono ensina que podemos viver baseados em memórias ou em inspiração, sendo que a memória é o pensamento e a inspiração é o consentimento.

O Ho’ponopono mostra que na maioria das vezes vivemos em nossas vidas memórias reencenadas, de maneira que o que nos perturba no outro e nas situações são lembranças, memórias registradas no inconsciente coletivo e somente podemos perceber a inspiração que vem da Divindade quando essas memórias estão limpas e estamos prontos para captar o que vem da essência.

Em outras palavras, se alguém te aborrece é o momento de você parar e se perguntar: O que está acontecendo em mim que está fazendo com que essa pessoa me aborreça?; Se alguém sente dor é ora de se perguntar: O que está acontecendo dentro de mim que se manifesta como dor para essa pessoa?

Dessa forma, para resolver o “calo no sapato” ou qualquer outro problema seu ou de outra pessoa, a limpeza das memórias deve ser feita em você para que auxilie o outro. 

Nesse momento vale relembrar o conceito da física quântica de que “todos somos um”, pois tudo é energia e está interligado, de maneira que o que eu faço para mim reflete no outro e vice-versa. Por isso, resolvendo o problema em mim eu resolvo no outro.

Qual é a ferramenta principal do Ho’ponopono?

A ferramenta do Ho’ponopono para limpar essas memórias tem como base o perdão, pois quando o nosso bem-estar está bloqueado de alguma forma, isso nada mais é do que falta de amor.

A técnica do Ho’ponopono consiste em dizer quatro frases repetidas vezes para o problema detectado, até que tudo se harmonize – sua vida melhore e a do outro também – e essas frase são: “Eu sinto muito” / “Por favor, me perdoa” / “Eu te amo” / “Obrigado”.

Sei que parece difícil de acreditar que seja tão simples assim, mas estou lendo o livro “Limite Zero” do Joe Vitale que explica em detalhes esse método e tenho encontrado muito sentido nisso. Vale a pena a leitura.

Estou me permitindo essa experiência – e espero que você também se permita ou, ao menos, busque conhecer melhor essa técnica – pois acredito que o meu “calo no sapato” irá ao menos ficar menor e eu serei um ser humano melhor. O que posso te dizer é que o calo já diminui e não cheguei nem na metade do livro….