Educação Financeira: Aprenda Conceitos Financeiros

Neste artigo gostaria de partilhar com você uma preocupação a respeito dos conceitos financeiros básicos que tenho. E para que você entenda, eu partilharei um episódio de minha infância.

Não sei como você conhece nominalmente o período escolar que hoje compreende do 1º ao 9º anodo ensino fundamental. Quando eu estudava, era chamado de primário o período da 1ª à 4ª série e ginasial o período compreendido da 5ª à 8ª série. 

Assim esclarecido: “Senta que lá vem história!”

Sabe quando você se acha o máximo, assim era eu no ensino fundamental. Notas excelentes, só nota azul no boletim, um dos melhores alunos da escola. Então, como um pavão, terminei o ensino fundamental e fui para o ensino médio e foi ai que vi a “vaca ir por brejo”.

Saí de uma escola municipal para uma escola estadual. Na antiga escola tinha uma professora para todas as matérias, na nova, era um professor para cada matéria. Além disso, o nível de ensino exigia muito mais dedicação e empenho do que o anterior.

Levei um susto, mas com ajuda dos amigos e muita dedicação, consegui quase entrar no ritmo. O esforço não foi suficiente e fui reprovado em português, por meio ponto, na quinta série. Fiquei uma fera, fui conversar com a professora, com vontade de estrangulá-la.

Ao chegar à sala dos professores, ela me atendeu com muita calma e aprendi uma das lições que nunca esquecerei.

Eu fui reprovado por que me esforçava apenas para alcançar o mínimo para passar de ano e não para aprender. Ela me explicou que não gostaria de ser responsável por me ajudar a ser medíocre.

A nota mínima para passar era 6,0 de 10,0, por bimestre. Ela avaliava seus alunos da seguinte forma: uma prova escrita que valia 6.0, ficha de leitura que valia 2.0 e redação de 2.0.

Cheguei ao fim do terceiro bimestre com uma média baixa devido a redação, pela falta criatividade. Havia quase zerado a matéria e, por incrível que pareça, eu só precisava ler os livros que ela pedia e fazer um breve resumo para a ficha de leitura.

No quarto bimestre e na prova de recuperação minha nota foi praticamente dez, faltou apenas 0.05, ou seja, meio ponto para passar de ano.

E aí, você me aprovaria?

Não fui reprovado pelo 0.05, mas por não ter assimilado o conhecimento que iria precisar futuramente. O conhecimento das matérias da quinta série seria a base para as futuras séries.

Veja nos parágrafos abaixo qual que é a minha preocupação.

“Vai mais ou menos!”

O Pe. Fábio de Melo faz uma reflexão sobre a frase acima, em que ele fala que a falta de cuidado com as pequenas coisas e em se aprofundar no conhecimento pode nos resultar em perdas inestimáveis na vida pessoal e afetiva.

Ai, você deve estar se perguntando: “O  que tem a ver o fato de você ter sido reprovado com a reflexão do padre e com a sua preocupação?”

Tudo, pois, se levar a vida mais ou menos, e investir mais ou menos, que lucro terei? “Mais ou menos, claro!”

Você sabia que segundo o ranking global S&P Ratings Services Global Financial Literacy Survey, que cerca de 45% da população mundial não tem o conhecimento necessário dos conceitos financeiros para administrar os seus ganhos e se manter sem dívidas ou sair das mesmas e, muito menos, fazer uma reserva para o futuro ou investimento.

E a pesquisa ainda salienta que cerca de 33% da população global tem conhecimento “mais ou menos” ou não consegue dominar três dos quatro conceitos financeiros básicos que são: aritmética, diversificação de risco, inflação e juros compostos.

Então, a minha preocupação é de que você esteja se comportando e pensado como eu na quinta série a respeito da matéria de português: “Quando precisar eu aprendo mais”.

Por isso eu irei relembrar junto com você os quatro conceitos financeiros que são:

Aritmética;

Diversificação de risco;

Inflação;

Juros compostos.

Aritmética

A aritmética é a parte da matemática em que você aprende o que são números e as operações que são possíveis fazer com eles.

Adição ou soma, a subtração, a multiplicação e divisão são as contas básicas. As operações mais avançadas são a porcentagem, a raiz quadrada, funções logarítmica e exponencial.

Para o seu dia a dia recomendo domínio pleno das básicas e da porcentagem, para que você tenha o bom controle de suas finanças pessoais e funções logarítmica e exponencial, para entender das aplicações e o rendimento das mesmas. 

Veja a importância de um conhecimento pleno das operações aritméticas:

Uma amiga foi à uma loja que estava tendo uma promoção, o produto estava por R$ 200,00 e com um desconto de 50%.

Veja a negociação dela com o vendedor e me diga se é ou não importante a aritmética.

O vendedor falou em um só folego: “Senhora, o produto está com o preço de R$200,00, mas hoje com está com desconto de 50%, está saindo por R$100,00.” Até aqui, não tem nada exímio. E continuou:

“Podemos dividir em até três vezes. No cartão da loja fica em R$ 35,00 cada prestação, no cartão de crédito R$ 34,00 cada prestação ou à vista R$ 95,00 e aí vamos fazer no cartão da loja, que a senhora já tem? Insistiu.

E você vai no cartão da loja?

Então vamos ver qual é a melhor opção.

O valor do produto com desconto e de R$100,00;

Dividido é de R$33,333;

No cartão da loja 3 x de R$35,00 = R$105,00;

No cartão de crédito 3 x de R$34,00 = R$102,00;

Como a minha amiga sabe fazer cálculo de cabeça, escolheu pagar à vista. 

Com esta pequena história espero ter lhe mostrado como é importante o pleno domínio da aritmética, um dos conceitos financeiros essenciais. E caso você não tenha a mesma perícia de fazer os cálculos de cabeça, recomendo ter sempre à mão uma calculadora ou usar a do seu celular. Já aprenda a usá-lo para ter domínio das suas funções. Muitas vezes a maioria das pessoas só utiliza o celular para receber ou fazer chamadas.

Diversificação de Risco

Este é um dos conceitos financeiros básicos no mercado e ele tem como base o ato de você saber diversificar a aplicação de seus rendimentos em múltiplas formas de investimentos, sem que se perca rentabilidade.

Assim, reduzindo o risco de perder os seus rendimentos, com a estabilidade do mercado e da inflação.

Para que isso aconteça, você tem que saber qual é o seu perfil de investidor e estudar quais são os melhores tipos de investimentos para o sua característica de investidor e quais são os riscos.

Inflação

Inflação representa o aumento de preços dos produtos e bens de consumo e serviços, como água, luz, telefone num determinado país ou região, durante um período. Com a inflação o poder de compra das pessoas cai. 

Tomando como exemplo a compra da minha amiga no tópico Aritmética, se ela tivesse feito a compra no cartão da loja a inflação do produto seria ao fim dos três meses de 5%, se tivesse feito no cartão de crédito a inflação seria de 2% ao término dos três meses.

A inflação não é boa para a economia de um país, pois quem mais perde são as pessoas de menor poder aquisitivo, que não conseguem investir o dinheiro em aplicações e por ter a desvalorização do seu salário não lhe sobra dinheiro para investir e garantir a correção inflacionária.

Juros Compostos

Na definição do site Brasil Escola para juros compostos:

“Os juros compostos são a prática de juros sobre juros. Eles são muito utilizados pelo sistema financeiro, pois oferecem maior rentabilidade se comparados ao juro simples.”

Para facilitar o seu entendimento, isso depende se você está devendo para o banco ou tem uma aplicação. Pode ser uma bênção ou uma maldição. Vamos imaginar que a bênção seja como se você tivesse um casal de coelhos, para o caso de você ter algum investimento no banco.

Juros compostos são muito usados no comércio, em bancos, cartão de crédito. Os juros compostos são utilizados também na remuneração das cadernetas de poupança, e é conhecido como “juro sobre juro”.

Para facilitar o seu entendimento, imagine que você tenha uma criação de coelhos que representará o seu investimento ou um casal de ratos que representará a sua dívida com o banco e que eles se reproduzam.

No primeiro mês você tem um casal, no segundo mais um casal, porém o que nasceu no mês anterior, também dá cria mensalmente, e seus filhotes em dois meses também darão cria, consequentemente de dois animais em pouco tempo passará de quatro para oito, dezesseis, trinta e dois, etc. Em pouco tempo você acabará com o seu viveiro de coelhos cheio ou com a sua casa infestada de ratos.

Assim são os juros compostos, se for em suas aplicações ele lhe ajudará a conquistar a sua liberdade financeira em pouco tempo.

No entanto, se for em suas dívidas, se não tomar cuidado em pouquíssimo tempo terá uma dívida que demorará muito a ser liquidada.

Conclusão

Para concluir a minha ideia com este artigo é de que você não caia na armadilha de deixar para aprender ou aprimorar os seus conhecimentos básicos dos conceitos financeiros quando precisar.

Pois, pode ser que você esteja tão preocupado com os avançados que se esqueceu de como os conceitos financeiros básicos são necessários para o bom entendimento dos avançados.

Te vejo no próximo artigo. Até lá!

Deixe o seu comentário sobre o que achou deste artigo.