Você Quer Ser um Milionário?

Em tempos de recessão ou crise financeira, propostas que apresentam um atalho para ganhos financeiros vultosos tendem a se tornar mais evidentes e tentadoras. Prêmios acumulados de loterias, reality shows e programas de auditório específicos recebem destaque nas grades das emissoras de televisão. Só para citar alguns exemplos legalmente aceitos no Brasil.

Embora despertem a atenção e o interesse de milhões de pessoas, gerando um negócio de cifras astronômicas, ao final de cada edição, para o prêmio principal haverá apenas um único ganhador ou na melhor das hipóteses, uns poucos sortudos donos de bilhetes premiados de loterias.

E existe alguma opção, algum caminho ético, legal e de livre acesso às pessoas, capaz de conduzi-las à condição de “milionário”? Sim. Existe! Tornar-se dono de um negócio próspero e rentável, por exemplo. Ah! Mas este não é um caminho fácil? Certamente, não é. Tanto que existe muito mais pessoas na fila das casas lotéricas do que desenvolvendo alguma atividade empreendedora.

Poucos serão os que estarão dispostos a pagar o preço da disciplina e do aprendizado para alcançarem resultados inimagináveis pela maioria das pessoas. Os que buscam atalhos e facilidades estão nas filas das casas lotéricas. E depois de alguns anos, se não ganharem a fortuna que tanto desejaram e apostaram, essas mesmas pessoas poderão ser encontradas nas filas do INSS. Simples assim!

Destino? Falta de sorte? Nada disso. Escolhas!

Vivemos em um país livre, capitalista, de regime democrático, ainda adquirindo maturidade social e política. Não é perfeito, mas é relativamente estável e seguro economicamente, o que propicia o surgimento de oportunidades para pessoas preparadas.

Para se ter uma noção do que me refiro, apenas em 2016 e apesar da recessão econômica, segundo o banco Credit Suisse, o Brasil ganhou 10 (dez) mil novos milionários. E acredite, eles não chegaram ao primeiro milhão de reais apostando na loteria ou participando de reality shows.

Não conheço o seu perfil, suas habilidades ou aspirações, então, não é minha intenção aqui incentivar a disposição empreendedora que você pode não possuir ou desencorajar suas apostas nas loterias, num sopro de sorte que você pode vir a ter. Meu propósito é apenas apresentar-lhe alguns fatos e consequências das suas escolhas.

Independente do seu perfil, do seu passado pessoal e profissional, ou de qualquer outro aspecto (sexo, cor, classe social…) que você julgue decisivo na sua jornada em busca de resultados materiais, a minha mensagem para você é: seja responsável pela sua própria vida e faça algo com as opções que a vida lhe apresentar. Aja!

Sempre é tempo para aprender algo novo e se preparar para alavancar seus resultados, manter-se em crescimento ou simplesmente, proteger-se de perdas e mudanças de cenário. O que não pode acontecer é manter-se alheio e indiferente às mudanças que estão a caminho – se você ainda não faz parte do seleto grupo de milionários, esta não é uma boa atitude a se manter.

Esteja à frente das suas decisões

Não é necessário tornar-se um milionário para gozar de um bom padrão de vida, mas é imprescindível que você esteja à frente das decisões da sua vida, sem tornar-se dependente de outras pessoas ou do governo. Quando se coloca no centro do seu mundo, protagonizando as ações e as histórias que terá orgulho de contar, você se posiciona de forma proativa diante da vida. Esta atitude lhe permitirá manter-se confiante e sereno ao enfrentar os desafios e imprevistos que a vida lhe apresentar.

Caso você decida que quer ser um novo milionário, ao assumir o protagonismo da sua história você já demonstra possuir a primeira característica para o sucesso em sua jornada: a atitude. Sem ela, você continuaria refém das circunstâncias e um mero coadjuvante na história estrelada por uma outra pessoa.

Milionário ou não, a caminho ou na vida boa, o meu desejo é que você aprecie cada experiência ou oportunidade que a vida lhe apresentar, mantendo o dinheiro sob seus pés e o respeito a cada ser vivo que cruzar o seu caminho. E no final, por ter feito boas escolhas, que você possa se sentir grato por suas habilidades e talentos, pelo aprendizado e descobertas que fez; enfim, por tudo aquilo que tornou sua passagem por este mundo, única para sua alma e inspiradora para aqueles que partirão depois de você.