Dicas para Ser Mais Produtivo: Os 3 P’s Estratégicos

Ser produtivo não é tarefa fácil! Aliás, costumamos associar produtividade justamente a realizar tarefas…  tarefa, tarefa, tarefa… fazer, fazer, fazer.

“Meu dia precisava ter umas 48 horas!” Quem nunca ouviu isso? Quem nunca disse isso?

Mas se fosse só isso, terminar o dia morrendo de cansaço ou, então, começar o dia as 5h da manhã e terminar à meia noite deveria ser sempre sinônimo de produtividade. Mas não é! Acredito que todos nós sabemos muito bem, ao deitarmos a cabeça no travesseiro, quando aquele dia nos engoliu, mas não rendeu como deveria.

E as tentativas de produzir mais passam por inúmeros aplicativos e ferramentas, que são até úteis, mas são como a parte operacional de um negócio, sem razão de existir sem a parte estratégica.

Vamos falar de 3 Ps estratégicos, então, para sermos mais produtivos?

Os 3 P’s estratégicos da produtividade

Propósito

Chegar bem longe, em um caminho que não é seu, é o mesmo que não chegar a lugar nenhum. Não faz sentido realizar mais que o necessário se não existe uma ligação muito clara entre as atividades e os objetivos de vida. Saber onde se quer chegar é o primeiro passo para saber se você está sendo produtivo no dia a dia ou não. Ter propósito, portanto, é ter direção. E como descobrir sua direção? Pergunte-se: O que estou construindo, o que quero construir na minha vida? Ao final da minha vida, de que características, contribuições e conquistas quero me orgulhar? Para que viver cada dia com o máximo de produtividade?

Produto

Sabe aquele dia que você fica cansado, mas sem a sensação de missão cumprida? É porque uma coisa é se ocupar, outra é realmente produzir. A diferença é que produzir te garante um progresso em direção ao propósito, aos objetivos de vida. E o resultado desse progresso é o que podemos chamar de produto. Produto é o que precisa ser materializado de tempos em tempos para saber que está na direção do propósito. Caso contrário, quando simplesmente se amontoa tarefas das mais diversas no dia a dia, corre-se o risco de estar rodando em círculos, e faz com que os dias percam o sentido. Ter noção de produto, portanto, é conectar claramente as atividades com os resultados que elas podem produzir. Aqui estamos falando de estabelecer metas, com métricas eficazes para avaliar sua evolução rumo ao propósito. Como fazer isso? Pergunte-se: O que precisa ter se materializado em determinada data, de forma bem específica, para que eu saiba que estou no caminho certo? Para conseguir realizar meus objetivos de vida, como eu poderia dividi-los em partes, para que se tornem mais alcançáveis

Proatividade

 Já vimos que a produtividade tem relação com o conhecimentos dos objetivos de vida e estar em progresso em direção a esses objetivos. Porém, quem acredita que os dias não passam de uma sucessão de fatos que lhe acontecem e adota uma postura passiva diante da vida, não consegue ser produtivo. São levados pelas vontades dos outros, cujos objetivos não se cruzam lá na frente com os seus. Ser proativo é tomar a responsabilidade pela parte que lhe cabe agir e também pela parte que lhe cabe reagir, escolhendo assim o seu dia, de forma guiada pelo propósito e pelo produto. Ser proativo é antecipar-se às atividades dos dias e semanas, aqui sim as ferramentas de gestão de tempo passam a fazer mais sentido. E como ser proativo? Pergunte-se: Quantas vezes eu perco o controle dos meus dias atuais? O que acontece para eu perder o controle? Como seria se eu pudesse recuperar o controle? Em que aspectos posso assumir mais responsabilidade?

Sem dúvida, esses passos te ajudarão a descobrir onde quer chegar e como chegar. Não deixe mais de pensar em produtividade sem pensar em propósito, produto e proatividade.