Você Vive no Vazio Existencial?

06.05.2017

Infelizmente, o vazio existencial se tornou um assunto muito recorrente.

É um sentimento esquisito. É como se tivéssemos tudo, mas ao mesmo tempo, nada. Parece que está tudo bem e ao mesmo tempo, ah sei lá, dá uma vontade de correr e sumir do mapa.

Pois então, você já passou por isso? Está assim? Conhece alguém desse jeito?

Se você ainda está com dúvidas se já teve – ou tem – essa “coisa” ou não sabe o que fazer com isso – finjo que não existe ou jogo no lixo? – saiba que existem alguns sintomas característicos. São eles:

Sentir-se sozinho mesmo próximo das pessoas

Sabe aquela famosa solidão acompanhada? Aquela sensação “Putz, ninguém me entende, parece que sou um E.T. aqui”? Então, é isso.

Não achar graça nas conquistas

Ficamos sempre com o foco no que falta, no que ainda não temos e acabamos esquecendo de comemorar os micro sucessos. Cada pequeno sucesso é uma “injeção” de motivação para persistir rumo a sonhos maiores. Então, comemora aí!

Desânimo

Falta energia e disposição para qualquer coisa, até para o que gostamos.

Falta de motivação para trabalhar

Não sei se você conhece aquelas pessoas que só “funcionam” no regime 5×2?(trabalham a semana rezando para chegar o fim de semana). Pois então, essas pessoas estão engrossando diariamente a fileira do vazio existencial e nem percebem, porque isso é “normal”. Será?

Falta de motivação para ações rotineiras da vida

Sabe aquele desânimo para tirar o lixo de casa ou fazer algo que você faz todo dia e já é rotina? É o famoso: “Oh vida, oh céus, oh azar”.

Criatividade bloqueada

Além de estar tudo ruim não, dá nem para enxergar a solução!

Perda da positividade

Não conseguimos mais ver o belo, nem contemplamos mais nada. Por consequência disso tudo, acontece o que poderia ser pior: Perdemos a gratidão. O que alimenta a sensação de que tá tudo bem, tudo “normal”, mas quero fugir. Ahhhhhh!!!! Basta.

Se você tem pelo menos uma dessas características muito forte em você, está na hora de repensar a sua vida! Comece exercitando o seu FOCO, uma pequena mudança no olhar e tudo mudará.

Você pode usar o seu corpo a seu favor e toda vez que o desânimo vier você abre o peito e faz uma respiração forte, assumindo a “postura de guerreiro”. Quero ver o desânimo te pegar!

Pode também exercitar a gratidão fazendo o caderninho da Sua Verdade, da sua Essência, e escrever lá, toda noite, três coisas pelas quais você foi grato(a) nesse dia. Ou, simplesmente, você pode começar a fazer qualquer coisa que você ama e não faz mais, para liberar a sua criatividade.

Pesquisas apontam que o Brasil é o sexto maior país em consumo de remédios do mundo. O problema é que o vazio existencial não se cura só com remédio, se cura com uma mudança de percepção, com saber lidar com suas próprias emoções.

E para termos resultados precisamos ter atitudes. Comece já a construir uma vida que valha a pena viver!

Receba novidades por e-mail CadastroGratuito

Receba em Seu E-mail o Mais Atualizado Conteúdo Sobre Coaching e Desenvolvimento Pessoal do Brasil

Deixe seu Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crie seu fututo – 914×172